O Governo entreguista e destrutivo de Bolsonaro, em mais uma ação de desmanche da nação,  anunciou essa semana que venderá 17 empresas estatais, patrimônio do povo brasileiro. Dentre elas, estão o SERPRO e a DATAPREV, empresas de tecnologia da informação, responsáveis por dados estratégicos para o país e para os brasileiros. A venda dessas empresas foi anunciada como se fossem mercadorias descartáveis. 

O SERPRO, empresa criada em 1964, tem papel fundamental para o cidadão brasileiro. É a maior empresa pública de tecnologia da informação do mundo, que cumpre o papel de agilizar e modernizar o setor público. Toda cidadã e cidadão utilizam no seu dia a dia algum serviço oferecido pelo SERPRO, seja com uso do CPF, passaporte, Declaração de Imposto de Renda, além do Cadastro Nacional das Pessoas Físicas e Jurídicas, dentre outras dezenas de serviços e soluções oferecidos. Além de dar suporte tecnológico no combate a corrupção, aumento de exportações, simplificação dos processos públicos, etc.

A DATAPREV, criada em 1974, também surgiu para prover soluções tecnológicas para a sociedade brasileira. Dentre os inúmeros serviços prestados à sociedade, a DATAPREV é responsável pelo processamento do pagamento mensal de cerca de 34,5 milhões de benefícios previdenciários e pela aplicação online que faz a liberação de seguro-desemprego. 
A DATAPREV também responde pelas funcionalidades dos programas que rodam nas estações de trabalho da maior rede de atendimento público do país. 

E quem perde com essas privatizações? Perdem todos! O povo brasileiro e o Estado, não terão mais um serviço público de qualidade nessa área e certamente, nas mãos da iniciativa privada, esses custos tendem a aumentar.   
 E a QUEM interessa privatizar mais de 1.000 sistemas do Ministério da Economia? A quem interessa repassar as informações sigilosas dos cidadãos e empresas para o setor privado? 
Além do desmonte dessas empresas, a medida arbitrária e irresponsável desse governo ameaça postos de trabalho de mais de 9 mil trabalhadores do SERPRO em todo o país e de 3.600 da DATAPREV.

A direção do SINDPD-PE estará junto com os trabalhadores do SERPRO e da DATAPREV nessa luta e unidos com os demais trabalhadores das Estatais, que estão sob ameaça ou já na lista das privatizações. Vamos defender a soberania e autonomia do Brasil!

Essas empresas, assim como a Petrobrás, os Correios e tantas outras, são patrimônio do povo brasileiro. É preciso unir forças para defendê-las! Em breve estaremos repassando novas informações e a agenda de ações que está sendo montada nacionalmente em defesa do SERPRO e DATAPREV.

O SERPRO e a DATAPREV são parte da vida dos brasileiros! Defenda esse patrimônio!